fbpx

Planejamento tributário: o que é e como ele pode ajudar sua empresa

Declaração Anual MEI 2020: Prazo termina em 30 de Junho
26 de junho de 2020
regime tributário
Regime tributário: saiba como escolher o ideal para sua empresa
15 de julho de 2020

Planejamento tributário: o que é e como ele pode ajudar sua empresa

planejamento tributário
 

Descubra no artigo de hoje tudo o que você precisa saber sobre planejamento tributário!

A complexa carga tributária que incide sobre as empresas brasileiras pode causar uma grande dor de cabeça. Por ser um aspecto importante do negócio e também algo não tão fácil de se lidar, muitos empreendedores buscam por alternativas. E a alternativa mais satisfatória para lidar com isso é o planejamento tributário.

Não importa se é uma grande, pequena ou uma média empresa, os questionamentos e as preocupações afligem todos os tipos e tamanhos de negócios. E mesmo diante de um regime tributário diferenciado, como é o caso do Simples Nacional, ainda permanecem diversas dúvidas na hora de exercer com as obrigações fiscais.

Por essa razão, o planejamento tributário se torna altamente necessário para as empresas. 

Por que o planejamento tributário é necessário?

O planejamento tributário é necessário para diminuir a carga tributária da empresa. Isso quer dizer reduzir o número de tributos pagos e os valores que incidem sobre o negócio de forma legal. Mas além da redução de custos, ele também é importante para diminuir os erros.

Nenhum empreendedor pretende sonegar impostos, nem mesmo deixar de cumprir com todas as suas obrigações legais. Entretanto, podem ocorrer erros, pois o conjunto de regras e leis a serem respeitadas pelas empresas é tão extenso que pode complicar a situação.

A extensão desse conjunto faz com que a taxa nas probabilidades de erros alcance níveis preocupantes. E sem um bom planejamento, você pode cometer erros que podem ser simples, mas que vão gerar multas não tão simples assim, bem como outras penalidades jurídicas e até mesmo sociais.

O que é planejamento tributário? 

Antes de tudo, é preciso compreender que o planejamento tributário pode ser separado em dois processos essenciais, que são gerir e reduzir. Ou seja, o planejamento trata da parte da gestão do pagamento de tributos da empresa, bem como o estudo eficaz de maneiras legais de redução incidente sobre o negócio.

Assim como um administrador, que precisa gerir o estoque, as vendas e em muitos casos é responsável pela gestão dos funcionários e por criar estratégias que reduzam os gastos, o planejamento tributário também precisa ser feito desta forma. E por isso, existem duas categorias: Estratégico e Operacional. Veja abaixo!

  • Estratégico

A estratégia é um passo crucial para qualquer decisão, pois, sem preparo, não existe nenhuma ideia que possa se fortalecer. Por esse motivo, para que seja feito um planejamento tributário de qualidade, é importante que haja o planejamento estratégico.

Afinal de contas, ele é o responsável por adequar a empresa ao regime tributário mais adequado. Além disso, é igualmente responsável pelo conhecimento de outros aspectos fiscais que precisam estar de acordo com o ramo da sua empresa, assim como a localização, estratégia utilizada na contratação de funcionários pelo RH e outros pontos importantes para a parte estratégica.

  • Operacional

A parte operacional do planejamento tributário é a parte prática, na qual os procedimentos presentes em sua empresa passam a serem encaixados, para que todas as exigências legais sejam seguidas corretamente.

Aqui é o ponto onde sua empresa passa a exercer todas as tarefas convencionais de maneira que se alinhem a equipe contábil, assim como passam a fazer parte da rotina de trabalho. Isso é essencial para que sua empresa possa cumprir com os prazos, como o pagamento de impostos, por exemplo.

Apesar de serem dois aspectos diferentes, ambos se complementam. O que significa que, ao contrário do que muitas pessoas possam acreditar, o planejamento vai muito além de apenas entender, seguir e cumprir com as obrigações legais no dia a dia ou anotar e preencher inúmeras folhas com informações importantes.

Quando falamos em planejamento tributário, estamos falando em planejar, conhecer, analisar, estudar e certificar-se de que sua empresa está adequada a todas as formas existentes de tributação.

Como o planejamento tributário pode ajudar a minha empresa? 

A resposta é simples, o planejamento tributário foca em um aspecto importante para sua empresa: A redução de despesas. Em outras palavras, através desse planejamento, sua empresa será capaz de criar uma diminuição nos números de tributos pagos, assim como nos valores incidentes sobre os produtos.

Afinal de contas, para estar ativo e destacar-se no mercado de trabalho, é necessário que haja bons produtos com preços atraentes. E o maior inimigo dos preços baixos, são os valores altíssimos dos impostos pagos por uma empresa. 

Princípio da legalidade

Se você acha que o planejamento tributário é focado somente na redução de custos, está longe de encontrar o ponto mais importante. Antes de focar na economia, é preciso focar na legalidade. Não há dúvidas de que economizar é importante, mas tudo isso precisa ser feito de acordo com as leis.

Descumprir a legislação é uma decisão perigosa e que não deve ser tomada jamais. Portanto, não faça nenhum tipo de estratégia criminosa, nem pense em fazer ações fraudulentas.

É preciso ética e responsabilidade para investir no planejamento tributário e principalmente, para economizar seguindo as leis. Entretanto, seguir as leis não significa que você não possa reduzir gastos. 

Como reduzir legalmente os valores de carga tributária

1) Dedução dos valores brutos:

O primeiro passo da dedução de valores brutos é uma análise minuciosa de cada uma das regras de cada um dos impostos pagos. Com essa análise minuciosa torna-se possível que sejam planejadas medidas focadas em reduções nas taxas, como por exemplo, a redução na contribuição do seguro de acidentes de trabalho.

Outros exemplo na diminuição são a redução feita através da diminuição no fator acidentário de prevenção ou até mesmo ao aproveitar políticas de incentivo que possibilitem a redução das alíquotas.

2) Retardando pagamento:

Esse é um tópico curto, mas necessário. Existem ações que permitem que sua empresa tenha um prazo um pouquinho mais longo. Essa é uma opção necessária quando você precisa atrasar o pagamento dos tributos de sua empresa, de uma maneira breve e sem a adesão de multas ou cobranças.

Essa ação é necessária para momentos onde, por exemplo, sua empresa está com um baixo capital de giro e precisa de alguns dias a mais para se organizar. 

3) Evitando a incidência do imposto:

A importância de adotar procedimentos que impeçam a incidência do fato gerador do tributo é evitar os gastos desnecessários, que podem ser cortados através de medidas dentro da legalidade.

Exemplo; se seu município ou estado oferece regras de isenção de impostos, você poderia se adequar às exigências para poder obter a isenção ou abrir mão do pró-labore, ficando isento de pagar imposto de renda e INSS sobre ele.

Conclusão

Agora, você com certeza já conseguiu entender o que é o planejamento tributário e como ele pode ajudar a sua empresa. Entretanto, é importante lembrar-se de um ponto importante: Escolher uma equipe de profissionais especializados e responsáveis.

Veja bem, quanto maior for a sua empresa, quanto mais extensa forem suas atividades, mais complexo será o serviço do contador e por isso você precisa ter atenção.

Por isso, escolher uma empresa de contabilidade séria, com experiência em planejamento tributário e profissionais especializados é muito importante.

Ficou interessado? Então entre em contato conosco e saiba como podemos auxiliar a sua empresa!

parallax background

Entre em contato agora mesmo e agende uma reunião com nossa equipe!

AGENDE UMA REUNIÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat