Contratação de Doméstica: qual o gasto real ?

Quando decidimos contratar uma doméstica, é preciso que alguns fatores sejam levados em conta para poder tomar a decisão de forma acertada.

Vários são os fatores que devemos levar em conta para a análise financeira na contratação de uma doméstica. E apesar de termos sindicatos, salários mínimos, e regramentos, existem muitos fatores que pesam na decisão. Entre eles os mais importantes são:

  • Valor mínimo da categoria;
  • Benefícios (Transporte, alimentação, Médicos);
  • Carga semanal de atuação:
  • Necessidade !

Devemos sempre lembrar que empregado doméstico, não é algo considerado essencial a todos e sim é uma categoria considerada por muitos, luxo!

A empregada doméstica possui diferentes funções, e podem ser direcionadas para uma gama extensa de tarefas e atividades, entre as mais comuns estão : Limpeza, cozinha, cuidador(a), caseiro(a). E é preciso levar em conta também este fator, pois por vezes a doméstica pretendida se torna alguém rotineiro, e “parte da família”, a depender da rotina do empregador.

Há empregadores que querem uma doméstica apenas em determinados dias, para manutenção de sua casa, ou a realização de tarefas necessárias ao dia a dia (lavar roupas, dobrar, cozinhas), outros precisam dela de forma constante e diária, não sendo possível viver sem. Então o fator necessidade, é muito relevante, pois é ele quem determina o quão importante será a doméstica, e o quanto vale tal trabalho.

Alguns estados possuem sindicato da categoria, outros não, e estes são representados pelo salário mínimo regional normalmente na segunda faixa. Onde poderemos consultar o valor mínimo salarial que deve ser observado durante a contratação da doméstica. 

Mas mesmo que ele seja um “norte”, em relação ao salário mínimo, não quer dizer que seja fator absoluto! Pois é preciso ter bom senso ao analisar outras variáveis como alimentação, deslocamento, viagens, bônus e etc que serão somados ao custo total da admissão.

Também não podemos esquecer que a doméstica precisa estar de acordo e satisfeita. Uma contratação envolve sempre dois lados, e por vezes isto é esquecido. Então você pagando “básico” a uma empregada que estará fazendo mais que o básico, certamente perceberá que ela pode encontrar outras opções que serão mais atrativas do que você. Lembre-se que por mais que uma empregada se sinta em casa no ambiente de trabalho, ela também possui contas, casa, família e despesas a honrar.

Quando falamos em gasto direto, sempre é interessante contar com uma assessoria especializada no planejamento, que poderá lhe dar uma boa estimativa de valores e o que esperar deste processo. Particularmente, sempre recomendo aos iniciantes no assunto que somem seus valores destinados a doméstica, pelo menos 25% a título de tributos e demais obrigações.

Sempre pesquise em seu estado a média salarial paga, e adicione possíveis benefícios que possam ser atrativos as candidatas para atrair pessoas com mão de obra de qualidade, buscando referências e indicações sempre que possível.

Sendo assim, recomenda-se consultar a respectiva entidade sindical, a fim de verificar seu posicionamento a respeito.

E aí, gostou do conteúdo e deseja saber mais? Entre em contato conosco, queremos te ajudar!

Siga-nos no Instagram @orsalescontabilidade se preferir acesse o link: https://www.instagram.com/orsalescontabilidade/

Fonte: Contábeis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.