7 motivos para abrir uma empresa no MEI

vantagens do mei
Vantagens do MEI: Conheça agora as principais
7 de outubro de 2020
Atividades Permitidas no MEI 2020
Atividades Permitidas no MEI 2020: Confira!
21 de outubro de 2020

7 motivos para abrir uma empresa no MEI

abrir uma empresa no MEI
 

Como abrir uma empresa no MEI tornou-se uma das principais buscas no Google neste ano, e nos 4 primeiros meses de 2020, o Brasil registrou 586 mil novos Microempreendedores Individuais.

Ao todo, o número de microempreendedores no país ultrapassou pela primeira vez a marca de 10 milhões.

Hoje, ser um MEI é o principal meio para se tornar um empreendedor. Essa iniciativa oferece auxílio justamente no momento que o trabalhador mais precisa: no começo.

Porém, mesmo com mais de 10 milhões, ainda há muitos trabalhadores informais com dúvidas se realmente vale a pena.

Mas e você, ainda tem dúvidas? Em virtude do MEI, é a oportunidade de gerar mais lucros com um negócio formalizado e não se preocupar com possíveis multas.

Agora, está curioso para saber os 7 motivos para abrir uma empresa no MEI? Falaremos sobre os tópicos abaixo:

  • Menos burocracia;
  • Pague menos impostos;
  • Cobertura previdenciária do INSS;
  • Consiga créditos bancários;
  • Emita notas fiscais;
  • Contrate alguém para te ajudar;
  • E por último, não há formalidades para a ECF.

Menos burocracia

abrir uma empresa no MEI

Antes de mais nada, não ter um CNPJ e não conseguir emitir notas fiscais fazem com que a sua empresa perca credibilidade, afetando até mesmo suas vendas.

Abrir uma empresa no MEI é um processo totalmente sem burocracia, você só precisa entrar no Portal do Empreendedor, preencher todos os dados e já sairá com o seu CNPJ em mãos.

Sendo assim, para se cadastrar no MEI é muito simples:

  1. Acesse ao Portal do Empreendedor e selecione a opção ‘’FORMALIZAÇÃO-INSCRIÇÃO’’;
  2. Serão abertos os campos para preencher CPF, data de nascimento e outras informações.

E ainda mais, o melhor é que você não paga nada!

Ah! Temos um passo a passo completo de como ser um MEI. Confira!

Pague menos impostos

Primeiramente, o MEI não paga nenhum tributo federal!

Você estará isento de impostos federais como Imposto de Renda, PIS, COFINS, IPI e CSLL.

O Microempreendedor Individual paga o valor de R$5,00 referente ao ISS (Imposto Sobre Serviços) e o valor de R$1,00 referente ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias).

Fora isso, paga-se todo mês um percentual de 5% sobre o salário-mínimo, referente ao INSS. E em 2017, o MEI passou a pagar mensalmente o valor de R$46,85 para o INSS.

Aliás, todos esses impostos são cobrados em uma única guia chamada DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Por exemplo, uma empresa cadastrada como ME (Microempresário) no Simples Nacional paga uma alíquota de 4% de impostos.

Contudo, se o empresário faturou R$ 5.000,00 no mês, ele pagará R$ 200,00 de impostos. Ou seja, quatro vezes mais do que o MEI pagaria.

Cobertura previdenciária do INSS

O MEI pode se aposentar por idade ou por invalidez, receber auxílio-doença e salário-maternidade.

Sua família também terá benefícios de pensão por falecimento e auxílio-reclusão desde o primeiro pagamento.

Aqui a dúvida é: e se eu quiser me aposentar por tempo de contribuição?

Não tem problema, basta fazer o complemento do INSS para ter acesso a todos os benefícios da Previdência, incluindo por tempo de contribuição.

Porém, basta que ele faça um recolhimento complementar mensal à Previdência de mais 15% sobre o salário mínimo, com os juros moratórios.

Caso seja homem, por idade aos 65 anos e com 20 anos de contribuição. E se for mulher, 62 anos e 15 anos de contribuição.

Assim, o complemento não é pelo DAS, e sim solicitando o cálculo para recolhimento por uma agência da Previdência Social.

Consiga créditos bancários

abrir uma empresa no MEI

Muitos bancos oferecem linhas de crédito com condições especiais para o MEI. Não só com tarifas baixas e juros baixos, como também melhores condições de financiamento.

Portanto, desde o início, mantenha organizado todas as suas informações financeiras. Incluindo documentos importantes.

Certamente, esse benefício bancário permite que você se organize melhor financeiramente, já que poderá separar a conta bancária da empresa da sua, como empresário.

Emita notas fiscais

Emitir notas fiscais é uma das principais vantagens de abrir uma empresa no MEI.

Emita notas fiscais quando prestar serviços e realizar vendas, o que, com toda certeza, traz credibilidade para o seu comércio e traz a confiança do público.

Tudo isso devido a ter um CNPJ e ser reconhecido como um empresário formal. Trazendo mais oportunidades de crescimento para a empresa, uma delas por exemplo, é participar de Licitações Públicas.

Participar de Licitações Públicas significa fornecer para o Setor Público ou para Grandes Empresas, já que estes exigem a emissão de documento fiscal.

Enfim, ter essa participação significa que você passa a fazer parte da lista de profissionais que o Estado pode contratar.

Contrate alguém para te ajudar

Abrir uma empresa no MEI permite que uma pessoa possa ser contratada, desde que ele receba salário-mínimo ou o piso da categoria.

Piso da categoria é o menor valor que uma categoria profissional pode receber pela sua jornada de trabalho.

O MEI paga 3% da remuneração à Previdência Social e 8% referente ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) sobre o salário-mínimo. Também, o colaborador contribui com 8% do salário para a Previdência.

Desse modo, não se esqueça! Caso o seu negócio faturar acima de R$81 mil por ano, sua empresa já não se enquadra mais ao MEI. Logo, a base de cálculo para tributos e os demais pagamentos não são os mesmos.

Não há formalidades para a ECF

A ECF (Escrituração Contábil Fiscal) é um documento anual equivalente a uma declaração de Imposto de Renda, só que para pessoas jurídicas.

Embora o MEI não tenha processos burocráticos, a única coisa que deverá fazer é comprovar, por meio de seu registro de vendas ou prestação de serviços, que seu faturamento anual não ultrapassa R$81 mil anual.

Sendo assim, precisa entregar somente uma declaração chamada DASN-Simei (Declaração Anual Simplificada para o Microempreendedor Individual).

Normalmente, o prazo de declaração é para o dia 31 de maio de cada ano. Mas esse ano, devido ao Covid-19, o prazo foi prorrogado para o dia 30 de junho de 2020.

Além das vantagens acima, abrir uma empresa no MEI resgata a cidadania do trabalhador informal, desenvolvendo sua autoestima e o incluindo à sociedade.

Por fim, o profissional que se torna um MEI se mantém estável no mercado e fazer com que seu negócio cresça.

Conclusão

abrir uma empresa no MEI

Como abrir uma empresa no MEI se tornou uma das maiores buscas no Google desse ano, e nos 4 primeiros meses de 2020, o Brasil registrou 586 mil novos Microempreendedores Individuais.

Vimos que ao todo, o número de microempreendedores no país ultrapassou pela primeira vez a marca de 10 milhões. Portanto, falta só você!

Agora, você já viu os 7 principais motivos para abrir a sua empresa, ainda restou alguma dúvida?

Enfim, chegou o momento de dar o primeiro passo e conversar com um contador!

A Orsales Contabilidade é um escritório com mais de 50 anos de mercado, com profissionais capacitados e aptos a te ajudar, não só na criação da sua empresa, mas em todo processo fiscal e contábil. Fale conosco!

parallax background

Entre em contato agora mesmo e agende uma reunião com nossa equipe!

AGENDE UMA REUNIÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *